Manifesto

O Movimento Pinheiros Contra a Verticalização Desenfreada nasceu para dar um basta nas demolições incessantes, no aumento populacional desordenado e no crescimento doentio dos carros na região.

Os esgotos estão entupidos, não há lixeiro que dê conta da sujeira acumulada, todos os serviços públicos ultrapassaram o limite e as panes elétricas são cada vez mais constantes, a paisagem foi totalmente desfigurada, a poluição sonora é insuportável, o solo se torna cada vez mais impermeável, as ruas estão atravancadas de carros que se amontoam em todas as calçadas por todas as partes. Segurança virou sinônimo de milícias armadas protegendo as torres que estão sendo implantadas. De resto, falta policiamento e as barbáries contra a população desprotegida não param de aumentar.

O verde some e a tendência, pelo andar da carruagem é piorar, piorar e piorar, se nada for feito para dar um ponto final neste conluio criminoso entre os poderes legislativo e executivo, e os barões do mercado imobiliário.

Sem saudosismo, pretendemos preservar o pouco que resta de patrimônio histórico-ambiental, de cultura, de vida de bairro, para que possamos viver e nossos filhos e netos crescer num ambiente saudável e não cercados por muros altos e sem qualquer personalidade.

A verticalização, que inicialmente se desenvolveu para abrigar uma real carência de moradia, tornou-se hoje um paradoxo cancerígeno incontrolável, a serviço exclusivo da especulação financeira e imobiliária, único beneficiário deste caos que estamos vivendo.

No entanto, é possível ver uma luz no fim do túnel e lutar para conseguir fazer de Pinheiros um bairro exemplar em qualidade de vida e em humanidade.

Cada vez mais moradores e freqüentadores de Pinheiros se juntam nesta luta que tem como foco principal a revisão necessária e possível do Plano Diretor da Cidade e sua tradução em nosso bairro. Esta revisão e esta tradução, com participação da sociedade civil, que deveriam ter sido feitas quatro anos após a aprovação, em 2002, do atual Plano Diretor, ou seja, em 2006, está engavetada pela administração pública até o momento!

Para tanto pretendemos diagnosticar e mapear o que é possível preservar,  acumulando conhecimentos técnicos e históricos, e agregando experiências de resistência em outras regiões. Além disso, é fundamental criar uma associação de moradores do bairro com representação no Conselho Gestor da Subprefeitura de Pinheiros.

Numa primeira ação coletiva, convidamos todos a engrossar a passeaDa, que se dará no próximo dia 31 de março, sábado, com saída às 15h, do Fran´s Café da Praça Benedito Calixto.

Vamos nos organizar e reivindicar mais verde, mais vida comunitária, mais arte e mais tudo que seja bom para a vida do ser humano.

Vamos resistir contra o bairro que querem nos impor!

Contatos:

Facebook: Moradores de Pinheiros Contra a Verticalização do Bairro

Eduardo Abramovay  e-mail: edumovay@terra.com.br


Anúncios

2 Respostas para “Manifesto

  1. Vamos resistir sim! O bairro está se descaracterizando e os prédios de alto luxo com 5 vagas na garagem estão desaguando nas estreitas ruas de Pinheiros uma quantidade carros impossível de ser absorvida.
    Vamos ficar atentos e atuantes!
    Ana luísa Lacombe

  2. Ana Clarissa MAsuko Araujo

    Sou moradora de uma vila, ao lado de uma obra de 30 andares da LÚCIO ENGENHARIA.
    O barulho é intermitente, manhã e noite, inclusive sábados e domingos. Uma senhora idoso da vila, está internada na UTI , por pressão alta- não pode dormir mais.
    Derrubaram nosso muro, nos deixaram meses com tapumes à beira do abismo da obra e quando reconstruíram, invadiram o terreno da vila e não querem tomar quaisquer providências.
    Quebraram minha árvore, com suas máquinas apocalípticas, sem pedir permissão à prefeitura e de maneira absolutamente temerária para nossa segurança.
    Os funcionários invadiram diverssa vezs minha casa, pulando pelo muro, sem autorização. Tive que chamar a polícia.
    Na primeira noite eles invadiram nosso jardim e não fizemos nada, parafraseando Maiakóvski…Mas agora é hora de se unir contra a truculência dessas construturas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s